Empresário é indiciado por assédio sexual a funcionário em MS
Polícia também concluiu que ele abusou sexualmente de um adolescente. Segundo delegado, empresário ficou em silêncio durante depoimento.




 



Um empresário de 46 anos, morador em Sonora, a 366 quilômetros de Campo Grande, foi indiciado por assédio sexual a um funcionário, de 19 anos, e por abuso contra um menino de 14. Segundo o delegado de Polícia Civil responsável pelo caso, Francis Flávio Freire, o suspeito ficou em silêncio durante todo o depoimento.



O caso começou a ser investigado em março deste ano, quando o funcionário denunciou.  O jovem disse que era assediado sexualmente e que em um determinado dia o patrão insistiu em ter contato mais intímo, mostrou acessórios eróticos e tocou no orgão genital do rapaz.



Em cumprimento a mandado de busca e apreensão, foram encontrados no quarto do suspeito, na chácara dele, preservativos, lubrificantes de uso intímo e mangueira de bomba peniana. O notebook dele também foi apreendido e havia armazenado fotografias de pessoas nus, seminus e praticando sexo.





De acordo com informações divulgadas pela Polícia Civil, no decorrer da investigação, foi constatado que um adolescente também havia sido vítima de abuso do empresário. O menino trabalhava como ajudade de pedreiro na casa do suspeito.



O empresário foi denunciado pela prática dos crimes de assédio sexual, importunação ofensiva ao pudor, ameaça e exploração sexual de adolescente. Ele está em lberdade.